sábado, 16 de junho de 2007

Cine-Teatro Messias

Este equipamento foi recuperado e inaugurado em 2001, convenientemente a pouco mais de um mês das eleições autárquicas, e, padece do mesmo problema do Centro de Estágios do Luso.

Não tem Regulamento tantos anos depois de se encontrar a funcionar, está igualmente dependente da vontade - ou não - de quem toma decisões a seu bel prazer.

Será que é difícil estes senhores perceberem que equipamentos deste género precisam mesmo de ser regulamentados?

Será que não percebem que para além de todos os motivos de que já falei um regulamento pode ser também um factor de dinâmica do próprio equipamento?

Será necessário passar vários mandatos para se escrever um regulamento? Será que não percebem que nada é inventado e que podem adaptar este a outros já existentes?

11 comentários:

portimão disse...

A politica da esmola foi bem metida...
Big Breda em forma.

Anónimo disse...

Uma vergonha.
Com esta mentalidade como é que um concelho pode evoluir?

Anónimo disse...

Regulamento paras quê?
Assim têm que lá ir comer à mãozinha. E é se querem.

Anónimo disse...

Na feirinha do artesanato não havia chapéus a vender?
Daqueles próprios para tirar quando se vai pedir o Cine-Teatro.
Façam o favor de comprar...

Anónimo disse...

O Breda é exagerado. Então não sabe que para se fazer um regulamento tem que se pensar?
Acha 7 anos é suficiente?
No minimo 3 mandatos.

Anónimo disse...

Pode ser que o Blog tenha mais efeito que as reuniões de Câmara.
Vai ver que para a semana aparece feito.

Anónimo disse...

Os Vereadores podiam fazer uma visita ao Cine Teatro para aparecer por lá o Vereador Bombeiro.
Anda sempre com a mangueira na mão mas não apaga nada...

Anónimo disse...

Isto sim é ter poder.
Querem fazer um espetáculo?
Então venham cá pedir ao paizinho.

Anónimo disse...

Afinal o problema não era o Ferraz da Silva que era arrogante?
Mas o Ferraz da Silva já não manda no teatro!

Anónimo disse...

Gerem o nosso concelho como se fosse uma mercearia.

Anónimo disse...

Coloquei ontem um comentário no blogue CONTA-CORRENTE em que pedia ao dono do blogue que desse um bocadinho de palco ao PRESIDENTE DA CONCELHIA DO PSD de modo a sanar de vez todo o barulho que tem sido feito acerca da existencia ou não de divergências entre os dois.
O MEU COMENTARIO FOI CENSURADO.
Fiquei esclarecido.