quarta-feira, 2 de julho de 2008

Boletim Municipal 1

As pessoas que afirmam que devia haver eleições todos os anos têm mesmo razão. Sempre que se aproximam eleições, alguns políticos tentam lançar autênticas campanhas de charme. Passam a cumprimentar as pessoas na rua, procuram responder com rapidez, espalham sorrisos e abraços... as ruas cheiram a alcatrão, o Mercado da Pampilhosa leva mais uma demão de pintura, as associações recebem mais uns euritos, as promessas são afinadas...
Na Mealhada, para além de tudo isto, o Boletim Municipal ganha sempre um novo impulso. Mais cor, mais fotografias, melhor paginação, e ainda maior divulgação.

7 comentários:

Anónimo disse...

Bem lembrado. Agora já não é problema gastar mais. Estamos em véspera de eleições.

Anónimo disse...

O CC vai ter que comprar o MM. O JM assim não lhe chega. A concorrência é desleal.

Anónimo disse...

Boas noticias. O mercado da pampilhosa vai ser pintado.

Anónimo disse...

O Cabral sabe muito. Pode ser que agora aqueles que dizem que o Marqueiro sabe mais a dormir que o Cabral acordado abram os olhos.

margarida disse...

porquê Gonçalo, o seu partido fá-lo de forma diferente??Não me parece. Diga-me só uma coisa: o facto de no seu blogue só serem publicados os cometários que bem lhe interessa, não é essa também uma forma pouco democrática de saber ler as criticas e fazer o jogo à sua maneira? um bocadinho de transparência não lhe ficava mal!

Conta-Corrente disse...

Cara Margarida
Agradeço a sua participação. Concordo (infelizmente) consigo quando afirma que em Câmaras lideradas pelo PSD também existem abusos. A mim parece-me mal em qualquer das situações. Discordo consigo quando diz que este blog podia ser mais transparente se publicasse todos os comentários. Apenas não publico os comentários anónimos que considero ofensivos. A transparência também se pode perceber, desde logo, quando alguém diz o que pensa sem recorrer ao anonimato.

margarida disse...

Xeque-Mate. Peço desculpa, pensei que houvessem outros critérios na publicação dos comentários. se é só por serem ofensivos e anónimos, vejo-me obrigada a concordar consigo.